25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Blog do Coluna do Leitor

VISÃO ESPIRITA

Asa três revelações (parte I)

Por Coluna do Leitor

No dia 18 de abril de 1857 era lançado na França o livro que traria uma visão nova da fé: a fé com base na lógica e na razão.

Nas mensagens de um Espírito chamado a Verdade, Kardec estava no início de sua missão: “dar vida a uma nova doutrina, que viria dar luz aos homens, esclarecer consciências, renovando e transformando o mundo inteiro”.

Na primeira parte do Capítulo I, item 6, de O Evangelho Segundo o Espiritismo, sob o Título O Espiritismo, Kardec trata desse tema de forma bastante didática ao se referir às três fases da evolução do pensamento filosófico-espirualista do ser humano, caracterizado por três marcantes episódios e seus expoentes:

Moisés (trazendo os Dez Mandamentos), Jesus (com seu Evangelho de elevada moral, de amor ao próximo) e o Espiritismo (esclarecendo, consolando, confortando).

Diz-nos o mestre lionês (lembrem que Allan Kardec nasceu em Lión, na França):

“A lei do Antigo Testamento está personificada em Moisés, a do Novo Testamento está personificada no Cristo; o Espiritismo é a Terceira Revelação da Lei de Deus, mas não tem a personifica-la em nenhuma individualidade, é fruto do ensino dado, não por um homem, mas pelos Espíritos, que são as vozes do céu, em todos os pontos da Terra, e por uma multidão inumerável de intermediários. É, de certa maneira, um ser coletivo, formado pelo conjunto dos seres do mundo espiritual, cada um dos quais traz aos homens o tributo de suas luzes, para lhes tornar conhecido esse mundo e a sorte que os espera.”

Moisés

Da mesma obra acima citada, no mesmo Capítulo I, itens 9 da Instrução dos Espíritos, vemos a manifestação de um espírito que se identifica como Um Espírito Israelita, passada em Mulhouse, em 1861:

“Os mandamentos de Deus, dados por intermédio de Moisés, contém o germe da mais ampla moral cristã...”

“A moral ensinada por Moisés era apropriada ao estado de adiantamento em que se encontravam os povos que ela se propunha regenerar, e, esses povos, semisselvagens quanto ao aperfeiçoamento da alma, não teriam compreendido que se pode pudesse adorar a Deus de outro modo que não por meio de holocaustos, nem que se precisasse perdoar a um inimigo. [...] A inteligência deles, notável do ponto de vista da matéria e mesmo das artes e das ciências, era muito atrasada em moralidade e não se teriam convertido sob o império de uma religião inteiramente espiritual. Era-lhes preciso uma representação semimaterial...”[...] Os sacrifícios, pois, lhes falavam aos seus sentidos, enquanto que a ideia de Deus lhes falava ao espírito.”

Jesus

Na sequência do texto anterior, esse Benfeitor disserta quanto ao papel de Jesus na continuidade do aprimoramento moral dos seres humanos:

“O Cristo foi o iniciador da moral mais pura, da mais sublime: a moral evangélico-cristã, que deve renovar o mundo, aproximar os homens e torná-los irmãos; que há de fazer brotar de todos os corações humanos a caridade e o amor ao próximo e estabelecer entre os homens uma solidariedade comum; de uma moral, enfim, que há de transformar a Terra, tornando-a a morada de Espíritos superiores aos que hoje a habitam. É a lei do progresso, à qual a Natureza está submetida, que se cumpre, e o Espiritismo é a alavanca de que Deus se utiliza para fazer com que a Humanidade avance.”

E no item 3, Kardec lembra que “Jesus não veio destruir a lei, isto é, a Lei de Deus; veio cumpri-la, ou seja, desenvolvê-la, dar-lhe seu verdadeiro sentido e adaptá-la ao grau de adiantamento dos homens. É por isso que se encontra, nessa lei, o princípio dos deveres para com Deus e para com o próximo, que constitui a base de sua doutrina. ”

Resumindo, é a aplicação integral da recomendação do Divino Mestre, contida no Evangelho de Marcos, Capítulo 12, versículos 28, 30 e 31 ao responder a um dos escribas quando este lhe perguntou qual o primeiro mandamento de todos:

“12:30 -  “Amarás  {o} Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma, de toda tua mente, e de toda tua força

“12:31 – {O} segundo {é} este: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.”

...

(Próximo Tema: AS TRÊS REVELAÇÕES, Parte Final)

 

 

 


 

 

 

 

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Touro
21/04 até 20/05
SEX - O Sol na Casa 10 indica que você tem se...

Ver todos os signos

Publicidade