14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Blog do Coluna do Leitor

Os Ciclos Econômicos / produtivos (Parte I)

Por Coluna do Leitor

Por Henrique Antônio Trizoto - Doutorando em História UPF

Coord. AHM Juarez Miguel Illa Font

A Colônia Erechim foi o último núcleo do Estado a ser colonizado, todavia, já existiam grupamentos sociais que exploravam as riquezas das terras do Alto Uruguai Gaúcho. Devido à estas riquezas, Pellanda (1925, p.189), ao se refere a Colônia como “O principal núcleo colonial da região serrana é incontestavelmente este, criado em 6 de outubro de 1908, pelo Estado, e instalado em 1910 com os primeiros 36 colonos, sendo 4 famílias com 28 pessoas e 8 solteiros”. E reforça: “não tem ponto de comparação dentro ou fora de nosso Estado, posto que apenas em 8 anos a sua população aumentou de 32.000 habitantes e a produção, que era nenhuma, se elevou no mesmo espaço de tempo a 3.600:000$000, dos quais foram exportados 2.574:000$000 (PELLANDA,1925, p.189).
A economia local se desenvolveu principalmente a partir do extrativismo dos ervais nativos e consequente implantação da agricultura e da criação de suínos e das madeireiras. Os pioneiros na área de extração de erva mate, são Carlos Demoliner, Miguel Reinert e os irmãos Reichmann, que com o crescimento da produção abandonaram os carijós primitivos e da erva cancheada, para produzir a “caámini” – erva-mate – (CHIAPARINI, 2012) para mercados do Prata, chegando a representar cerca de 20% do faturamento da Colônia em 1914.
Após a emancipação em 1918, começam a se fortalecer as casas comerciais, que vendiam produtos para suprir as necessidades básicas dos colonos: ferramentas, tecidos, querosene, sal, tamancos de madeira, louças, fósforos, dentre outros elementos que ficavam armazenados em grandes prateleiras e balcões de madeira. É interessante ressaltar, que estas casas comerciais se tornavam pontos de sociabilidade, estreitando a relação entre colonos e comerciantes tendo em vista que a familiaridade com a língua, costumes em comum os reaproximavam de sua terra natal, de lembranças, vivências e saudades.
De acordo com Cassol (1979) a produção das serrarias da A. Emílio Grando Irmãos chegou a cerca de 6000 dúzias de tábuas por ano, e a produção de salames a 36 mil quilos por ano. Se destacam ainda a Economia do Povo de Saule Pagnoncelli, José Skala, Bertoldo Bischoff, Achyles Caleffi, Adam Cichocki e a Casa Oito de da Família Müller. Era comum a prática do escambo, produtos agrícolas das pequenas propriedades produtoras de milho, trigo e feijão principalmente, eram trocados por sal, querosene, açúcar, louças, chapéus, calçados e tecidos. 
Na década de 1930, com o fortalecimento do comércio, a Casa do Povo se consolidou como o comércio mais forte, no ramo dos couros, a firma Fasolo se destacava, na linha de secos e molhados era o armazém de João Massignan, Germano Hoffmann por sua vez era líder na venda de cereais, no ramo das confecções, era a Casa Americana de Machado Hoffmann, Abrahan Litvin dono do Moinho Serrano e Guilherme Steffi comerciante de calçados também tinham destaque. A banha a granel, que além de ser de muita valia para as famílias, com a criação de frigoríficos nas capitais, passou a ser exportada através do ramal ferroviário merece menção. 
Encerrando a primeira parte do resgate dos ciclos econômicos de Erechim, lembramos que alfaiatarias, agência de automóveis, sapataria curtumes, depósitos de gasolina, carpintarias, fábrica de canivetes, de chinelos, ourivesaria, ferrarias, tipografias, padaria e selaria ajudavam no desenvolvimento econômico da Colônia / Município. 
 
Referências 
CASSOL, Ernesto. Histórico de Erechim. Passo Fundo: Cese/Instituto Social Padre Berthier, 1979.
CHIAPARINI, Enori José. Erechim: Retratos do Passado, Memórias do presente. Erechim, RS: Graffoluz, 2012.
PELLANDA, Ernesto. Colonização germânica no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Globo, 1925.

*Acesse a página do Arquivo Histórico Municipal Juarez Miguel Illa Font no Facebook para encontrar mais materiais como este.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Capricórnio
22/12 até 20/01
SEX - A Lua segue o baile em seu paraíso astral,...

Ver todos os signos

Publicidade