22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,52 Dólar R$ 4,04
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,52 Dólar R$ 4,04

Blog do Igor Dalla Rosa Muller

Jogar na indigência milhões de brasileiros

Por Igor Dalla Rosa Muller

A questão da reforma da Previdência não é simplesmente se ela é legal, está dentro da legalidade, mas saber, e as análises de muitos economistas brasileiros e na área previdenciária, mostram que essa reforma não é positiva nem para a economia, tampouco para o trabalhador. Aí não tem sentido nenhum

E assim segue essa sanha insana de querer aprovar essa reforma a todo custo, sem pensar nas pessoas, em quem vai impactar, que vai se transformar numa bomba lá na frente, a exemplo do que ocorreu em muitos países que privatizaram a Previdência pública e anos depois tiveram que desfazer esse processo.

É de ficar abismado como se trata os assuntos mais importantes relacionados à estrutura do país, as pessoas, o trabalhador, a aposentadoria, o bem-estar do cidadão.

Existem alternativas à essa reforma da Previdência, e uma delas seria a reforma Tributária. O Brasil é um país muito injusto nesse sentido, penaliza mais a classe pobre, quem ganha menos paga mais impostos no Brasil.

Já tem vários estudos feitos no Brasil para dar suporte e propor reformas que realmente mudem a estrutura injusta e ineficiente desse país. E o que deveria ser prioridade no Brasil, as pessoas e a própria economia, elas não têm importância. Não se sabe os critérios que guiaram a proposta de reforma da Previdência, porque já se sabe que as pessoas e a economia não são. Qual vai ser o resultado disso? Se não contempla o cidadão e nem a economia?

Serão beneficiadas meia dúzia de pessoas com essa proposta? Esse é um contingente expressivo tendo em vista o impacto negativo da reforma sobre milhões de brasileiros?

Um pais inteiro vai ficar, novamente, à margem de reformas importantes sendo cada vez mais excluído do processo econômico e de bem-estar social? Essa é a preocupação do governo é isso o que ele quer fazer: jogar na indigência milhões de vidas?

Como amanhã se irá reverter um caso que é extremamente complexo atualmente, vivendo numa economia estagnada, com muito desemprego, miséria, criminalidade, alta criminalidade, falta de saneamento básico, corrupção, ineficiência dos serviços públicos, e uma lista gigantesca de outros problemas.

É difícil entender o que está ocorrendo nesse país. Aí me pergunto, será que os políticos que estão trabalhando nessa reforma, e os que querem aprova-la têm noção do impacto que tem uma reforma dessas na sociedade e na vida das pessoas? O que parece é que eles não tem clareza sobre essa questão e muito menos sobre os seus efeitos. Não se está considerando o aspecto humano da reforma, que não são somente números, mas vidas. E aliás, essa reforma vai ser ruim a longo prazo para as economias dos municípios.

A falta de consequência ao tratar assunto tão sério é muito grande, e é uma lástima que a gente não enxergue no líder político um defensor dos direitos e das necessidades do cidadão, e ao invés, o que se vê é a postura de um algoz, carrasco, ávido por executar quem mais precisa ser representando.

A questão da reforma da Previdência não é simplesmente se ela é legal, está dentro da legalidade, mas saber, e as análises de muitos economistas brasileiros e na área previdenciária, mostram que essa reforma não é positiva nem para a economia, tampouco para o trabalhador. Aí não tem sentido nenhum

E assim segue essa sanha insana de querer aprovar essa reforma a todo custo, sem pensar nas pessoas, em quem vai impactar, que vai se transformar numa bomba lá na frente, a exemplo do que ocorreu em muitos países que privatizaram a Previdência pública e anos depois tiveram que desfazer esse processo.

É de ficar abismado como se trata os assuntos mais importantes relacionados à estrutura do país, as pessoas, o trabalhador, a aposentadoria, o bem-estar do cidadão.

Existem alternativas à essa reforma da Previdência, e uma delas seria a reforma Tributária. O Brasil é um país muito injusto nesse sentido, penaliza mais a classe pobre, quem ganha menos paga mais impostos no Brasil.

Já tem vários estudos feitos no Brasil para dar suporte e propor reformas que realmente mudem a estrutura injusta e ineficiente desse país. E o que deveria ser prioridade no Brasil, as pessoas e a própria economia, elas não têm importância. Não se sabe os critérios que guiaram a proposta de reforma da Previdência, porque já se sabe que as pessoas e a economia não são. Qual vai ser o resultado disso? Se não contempla o cidadão e nem a economia?

Serão beneficiadas meia dúzia de pessoas com essa proposta? Esse é um contingente expressivo tendo em vista o impacto negativo da reforma sobre milhões de brasileiros?

Um pais inteiro vai ficar, novamente, à margem de reformas importantes sendo cada vez mais excluído do processo econômico e de bem-estar social? Essa é a preocupação do governo é isso o que ele quer fazer: jogar na indigência milhões de vidas?

Como amanhã se irá reverter um caso que é extremamente complexo atualmente, vivendo numa economia estagnada, com muito desemprego, miséria, criminalidade, alta criminalidade, falta de saneamento básico, corrupção, ineficiência dos serviços públicos, e uma lista gigantesca de outros problemas.

É difícil entender o que está ocorrendo nesse país. Aí me pergunto, será que os políticos que estão trabalhando nessa reforma, e os que querem aprova-la têm noção do impacto que tem uma reforma dessas na sociedade e na vida das pessoas? O que parece é que eles não tem clareza sobre essa questão e muito menos sobre os seus efeitos. Não se está considerando o aspecto humano da reforma, que não são somente números, mas vidas. E aliás, essa reforma vai ser ruim a longo prazo para as economias dos municípios.

A falta de consequência ao tratar assunto tão sério é muito grande, e é uma lástima que a gente não enxergue no líder político um defensor dos direitos e das necessidades do cidadão, e ao invés, o que se vê é a postura de um algoz, carrasco, ávido por executar quem mais precisa ser representando.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Virgem
23/08 até 22/09
Até aqui você teve de fazer tudo com seu...

Ver todos os signos