22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,37 Dólar R$ 3,84
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,37 Dólar R$ 3,84

Blog do Igor Dalla Rosa Muller

Empenho das lideranças locais esbarra na indiferença do governo estadual

Sem segurança pública todas as áreas da sociedade são afetadas

Por Igor Dalla Rosa Muller

Fim da linha    

A reunião de Formatação do Ato de Mobilização para implementação de medidas urgentes para o presídio de Erechim realizada, na tarde de ontem, na sede da CDL Erechim, com representantes da segurança pública, políticos, empresários e comunidade, no meu entendimento, como cidadão, foi uma iniciativa positiva. Principalmente, por ver essas pessoas empenhadas em buscar alternativas diante de uma realidade completamente hostil e que já está fora de controle. A segurança pública do Estado chegou ao fim da linha, está em colapso, e mostra isso claramente na situação que se encontra o presídio de Erechim. Sucessivos governos estaduais vêm lavando as mãos, ignorando e maquiando a realidade há muitos anos. E isso às custas da vida de muitas pessoas e do próprio convívio social. Sem segurança pública todas as áreas da sociedade são afetadas, enfim, o mundo como vivemos hoje não se sustenta. Para minimizar os problemas da segurança pública regional, conseguir construir um novo presídio, será necessário que mais empresários, lideranças públicas e privadas, prefeitos, se unam a essa causa. Do contrário, a região vai continuar ignorada pelo governo do estado e abandonada à própria sorte.  

Atraso total 

Passei no último domingo na rodovia Transbrasiliana (BR 153) no trecho entre Erechim e Passo Fundo, e a situação é a mesma, uma estrada de pedra e barro, que dificulta o transporte de pessoas, cargas e gera inúmeros prejuízos à região. Em todos esses anos, milhares de caminhões e carros circulando numa estrada em péssimas condições, quanta perda de tempo, dinheiro e qualidade de vida.

Fico só imaginando quanto a região poderia ter avançado se essa rodovia fosse asfaltada, quantas novas oportunidades poderiam ter sido geradas para indústria, comércio, serviços e agricultura. Quanto Erechim e região já não poderia ter crescido?

Para criar estratégias e conseguir efetivar o asfaltamento dessa rodovia, o caminho do asfalto é político. O Alto Uruguai não conseguiu eleger nenhum deputado federal da região, mas contribuiu para a eleição de 31 políticos de fora daqui para a Câmara Federal no mandato de 2019 a 2022.

Olhando por outro lado, a região tem 31 opções que podem ser consideradas um ponto de partida para resolver essa questão. A questão é: o que virá depois de bater nessas 31 portas? Sabemos que depois que o voto é computado muda tudo, as dificuldades aumentam, a distância fica cada vez maior, mas isso não é novidade. 

Está na hora de cantarmos as nossas belezas

O turismo na região está avançando nos últimos anos, mas é necessário intensificar mais a divulgação dos roteiros e as atrações turísticas locais, afirma Maria Vanda K. Groch, uma referência quando o assunto é o turismo. 

Ela enfatiza que temos que valorizar o nosso potencial, as nossas experiências, e o que já vem sendo feito nos municípios da região norte e nordeste do estado. Uma das grandes dificuldades que esbarra o turismo é a falta de estradas asfaltadas.

É importante, segundo Vanda, para conseguir cada vez mais consolidar essa cadeia, divulgar as rotas; ter muito claro as informações sobre os determinados roteiros; ter empresas que comercializem os passeios, e o mais importante é de vital importância a presença de guias de turismo muito preparados para fazer o roteiro turístico.      

Conforme Vanda, o roteiro Fé, Cultura e Tradição de Getúlio Vargas foi um dos últimos inaugurados na região, ele “é bastante consistente e voltado para o lado espiritual”.

Mais praças e quem sabe um parque

Erechim tem belíssimas praças, no entanto, são poucas e precisam de melhorias, necessitam ser aperfeiçoadas em alguns aspectos, como iluminação, colocação de mais bancos, brinquedos, mais árvores, enfim, torná-las mais aconchegantes. Algo está em andamento nesse sentido na prefeitura. O espaço público é fundamental para o bem-estar da população, justamente porque é um ambiente que pode ser acessado a qualquer hora do dia, um espaço de convivência, lazer, distração e interação com amigos e familiares. E, a propósito, o projeto do Parque Longines Malinowski foi concluído?

Restauração do Castelinho

Uma audiência pública realizada em dezembro do ano passado na Câmara de Vereadores de Erechim deu o pontapé inicial para revitalização, uso e o destino do Castelinho. Nesse dia foi apresentado um Plano de Ação para o Restauro e Reocupação do Castelinho. Atualmente, o Castelinho, patrimônio arquitetônico está fechado, sem utilidade, inacessível à população. De lá para cá o que já se fez?

Segundo arquiteta urbanista, Ariane Pedrotti de Ávila Dias, técnica do Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural do município, no momento se está elaborando o edital para as atividades que ocorrerão durante este ano para a discussão sobre o plano de ocupação. “Estamos com a comissão estabelecida trabalhando na revisão dos termos legais do edital para publicação em breve”, diz.

Paralelo a isso, o Departamento de Patrimônio Histórico está fazendo os levantamentos específicos do restauro para intervenções emergenciais que dependem da aprovação do Iphae.

“Como se trata de intervenções pontuais referentes a manutenção necessária para a estabilização das patologias (não podemos deixar que os problemas evoluam) até que possamos concluir os projetos para licitar a obra, este trabalho está sendo avaliado a partir de vistoria e monitoramento periódico. Assim que algumas ações se apresentarem necessárias, serão solicitadas ao Iphae para intervenção imediata em caráter emergencial e com recurso próprio. Isso não quer dizer que tenham muitas ações nesse sentido”, observa.

Ariane afirma que tudo está dentro do previsto e o plano é iniciar as obras ano que vem, já que os projetos são mais extensos do que os feitos anteriormente. Isso porque envolve projetos culturais, de gestão, e o próprio plano de ocupação para captação de recursos externos para a obra. “O problema é que 2020 é ano eleitoral, então não sabemos como será isso em termos de licitação e obra”, diz.

ERS 126: importante encontro

A Casa de Cultura de Maximiliano de Almeida reuniu prefeitos da região, autoridades, empresários e comunidade, na tarde de ontem, para discutir a situação caótica da ERS 126. O trecho entre Marcelino Ramos e Maximiliano de Almeida que não tem asfalto, no entanto, rodovia muito importante que une as regiões norte e nordeste do estado. Conforme a prefeita de Maximiliano de Almeida, Dirlei Bernardi dos Santos, o licenciamento ambiental da estrada já foi feito, falta somente o estado executar a obra. A comissão formada no encontro deve ir a Porto Alegre na semana que vem para lutar por providências na via. Esse é o ponto, unir esforços e bater na porta, quantas vezes for preciso. Se não tiver retorno vai ter mobilizações, garante a prefeita Dirlei.   

Planalto

Com a saída de Gustavo Bebianno (Secretaria-Geral), o Palácio do Planalto passa a ter somente um representante civil, da classe política, nos principais gabinetes do Palácio, Onyx Lorenzoni, da Casa Civil. Apesar de estar à frente do principal ministério do governo federal, o gaúcho Onyx vai ter resistência dos militares para aprovar os projetos do governo como o da reforma da Previdência?   

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Sagitário
22/11 até 21/12
Comece a aquietar seu coração, logo mais...

Ver todos os signos