Publicidade

Blog de Gleison Wojciekowski

Música

Gleison Wojciekowski

Gleison Juliano Wojciekowski é pianista, regente e professor. Atuou no curso de Música da Universidade de Passo Fundo; foi diretor e vice-diretor da escola Municipal de Belas Artes Osvaldo Engel; e é membro da Academia Erechinense de Letras.

Gleison é mestre em História para Universidade de Passo Fundo; mestrando em Musicologia pela Universidade de Santa Catarina; possui graduação em Música – Habilitação em Piano pela Universidade de Passo Fundo (2007); licenciatura em Música pela mesma universidade; e graduação em Informática pela Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (2002).

Já ministrou aulas de música em diversas instituições de ensino superior, como Unoesc (SC) e Famper (PR). Atuou como maestro da Orquestra de Câmara da Universidade de Passo Fundo e atua na Orquestra Belas Artes, além de tocar ao lado do acordeonista Oscar dos Reis, com quem gravou um DVD.

  • A música de Euclides Savegnago

    Por Gleison Wojciekowski
    Foto Divulgação

    Euclides Savegnago nasceu na cidade de Severiano de Almeida/RS no dia 21 de fevereiro de 1951, filho de Afonso Frederico Savegnago e Tereza Alsata Savegnago, família composta de 18 irmãos, quase todos eram músicos. Euclides é primo do músico e compositor Arnaldo Savegnago, que reside na cidade de Erechim.
    Casou-se no ano de 1978 com Rosa Savegnago, o casal tem três filhos sendo dois meninos e uma menina, Diana Mara Savegnago, Edson Luis Savegnago e Éder Savegnago, duas netas, Lavínia Savegnago e Isabelle uma de 5 anos e outra de 7 anos, filhas de Edson. Além de músico, Euclides trabalhou em mecânica, serraria e transporte de alunos.
    Os dois filhos de Euclides, foram músicos e tocaram na banda Tema de Lara de Três Arroios onde seu pai também tocou, além disso Éder tocou também na banda Monique da cidade de Concórdia do estado de Santa Catarina e Edson nas bandas Barril e Status de Tenente Portela aqui no Rio Grande do Sul, além de ministrar aulas de educação musical nas escolas.
    Euclides Savegnago teve início de suas atividades na música aos dez anos de idade e seu primeiro instrumento foi o violão que aprendeu a tocar em casa, vendo seus irmãos tocando, até que com 16 anos de idade foi convidado pelo seu vizinho, Nelson Tempas (gaiteiro) a tocar em pequenos bailes do interior.
    Em 1968, foi convidado para tocar com a banda Tema de Lara da cidade de Três Arroios, onde permaneceu por quase 20 anos, inicialmente como guitarrista, depois contrabaixista e mais tarde trompetista, tudo conforme a necessidade da banda que na época só crescia. Aprendeu a tocar trompete praticamente sozinho, uma vez que já vinha adquirindo conhecimento musical desde muito jovem. Gravou dois discos com a banda Tema de Lara, com músicas de sua autoria entre elas "Assim é em Três Arroios" que se tornou o nome do álbum no ano de 1981 e "Chegando Junto Uma Rancheira".
    Euclides, apaixonado por música, também buscou aprofundar seu conhecimento e estudou música na Escola de Belas Artes Osvaldo Engel, na mesma época em que trabalhava como motorista de ônibus no transporte de alunos para a cidade de Erechim, aproveitando assim o tempo de espera dos alunos, estudando música.
    Em Erechim, Euclides tocou com a banda São Francisco na década de 80 por menos de dois anos e logo após juntou-se com a banda Show Céu e Canto da cidade de Getúlio Vargas por mais dois anos. Com a banda Céu e Canto gravou o primeiro disco da banda que se chama Dance Comigo, sendo que neste mesmo disco contém uma composição sua "Estrada Afora".  O disco conta com a participação dos seguintes músicos José A. Castilhos na guitarra e vocal, Luís A. Vargas na bateria e vocal, Airton "klintscker" teclados e vocal, Olassí J. Alves saxofone e vocal, Agenor Antenor Cososki no contrabaixo, Aécio A. Alves e Euclides Savegnago no pistão.
    Mais tarde Euclides volta para a cidade de Três Arroios e também a banda Tema de Lara, até a mesma encerrar as atividades. Gravou ainda com a mesma banda o disco intitulado "Amor de Novela" lançado pela produtora Vertical. Nessa época a banda era formada por Édson Savegnago como baterista, Éder Savegnago trompetista, Euclides Savegnago atuando no trompete e trombone, Éder Lombo como voz solo, Cleiton Zin também voz Solo, Diego Dassi no contrabaixo, Adelir Trentin no teclado e Anacleto Tubin na guitarra.
    Euclides também ´tocou na Banda Imperial por oito anos e gravou dois discos, intitulados "Primavera do Amor" e "O Taxista", suas composições são chamadas, "Estrada Afora" (regravada), "A Banda Chegou" e "Polka Imperial". Seu filho Edson tocou bateria e a sua dupla no trompete foi seu filho Éder, orgulhos do pai.
    Uma das dificuldades enfrentadas por Euclides em sua carreira foi, em uma ocasião, quando contratado para tocar com a banda no estado de Santa Catarina, ocorreu em uma época de chuvas torrenciais que ocasionou enchente no rio Uruguai, e por conta disso dificultou a passagem  e foi preciso trafegar  por uma estrada na cidade de Aratiba, porém, não haviam pontes construídas naquela época, e  foi necessário atravessar  o rio de lancha, e em duas viagens  para conseguir atravessar os instrumentos, enfrentando  as correntezas  com "mato e arvores " que foram trazidas para dentro do rio devido a enchente.
    Atualmente Euclides toca com o grupo Os Cinquentões da cidade de Três Arroios, e já participou das gravações do disco. Neste ano de 2018 Euclides está em festa pois completa 45 anos como músico e continua vibrante e envolvido com a música levando encanto por onde passa.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Aquário
21/01 até 19/02
A vontade de curtir momentos descontraídos na...

Ver todos os signos

Publicidade